Loading...

sexta-feira, 8 de maio de 2009

ATÉ SEMPRE AMIGO " ROBERTO"

Ontem por volta das 6.15h da manhã um violentissimmo acidente no IP3 entre o nó de Almaça e Mortágua, provocou a morte a um colega e amigo, um Sportinguista de alma e coração. Ainda muito jovem para nos deixar, mas foi assim o destino dele. A JUVENTUDE LEONINA - MORTÁGUA vem por este meio enviar as mais sentidas condulências à familia da vitima. ROBERTO tu também eras um ULTRA SPORTING sempre a sofrer até ao ultimo minuto. Caros Ultras compareçam e vamos acompanhar o corpo deste amigo até a sua ultima morada. O funeral realiza-se amanhã dia 09/05/2009 às 15.45h no cimitério de Mortágua.
"Os amigos não morrem...permanecem sempre na memória de quem os quer recordar"
"QUE A TUA ALMA DESCANCE EM PAZ"
"ATÉ SEMPRE... ROBERTO"
A direcção JUVE LEO MORTÁGUA

Roberto Peixinho de 30 anos, inspector no centro de inspecção automóvel Controlauto de Souselas, morreu ontem, cerca das 6h15, no IP3, numa colisão frontal com um pesado de mercadorias. Roberto Luís de Oliveira Peixinho Carvalho, morava em Mortágua e, presumivelmente, dirigia-se para casa, depois de uma noite passada na Queima das Fitas, uma vez que tinha manifestado a colegas de trabalho a intenção de ir ver o concerto dos Buraka Som Sistema, que actuaram durante a madrugada. O acidente ocorreu numa zona de recta, entre o nó de Almaça e o de Mortágua, com duas faixas no sentido ascendente e uma para quem se dirige de Viseu para Coimbra, sentido em que seguia um camião da empresa Tecnovia, que trans-portava um depósito com três mil litros de gasóleo. Sem que estejam apuradas as causas da tragédia, o facto é que se tratou de um choque muito violento, que destruiu completamente as duas viaturas. O Toyota Corolla conduzido por Roberto Peixinho, como era conhecido no trabalho, imobilizou-se na faixa da direita, enquanto que o pesado, conduzido por um homem de 42 anos, residente em Viseu, tombou na berma, derramando algum do gasóleo, que foi contido pelos Bombeiros Voluntários de Mortágua. Roberto terá tido morte imediata, enquanto que o funcionário da Tecnovia foi transportado aos Hospitais da Universidade de Coimbra em estado considerado grave. Os Bombeiros Voluntários de Mortágua enviaram para o local 14 homens e quatro viaturas, assim como ambulância local do INEM. No socorro participou também uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação. O acidente obrigou ao corte total do IP3, desde as 6h15 até às 10h30, altura em que foi restabelecido o trânsito Coimbra--Viseu.
Morte chegou na flor da idade
Roberto Peixinho, que nasceu a 13 de Setembro de 1978, em Couto de Mosteiro, no concelho de Santa Comba Dão, é descrito pelos colegas como bom companheiro, aquele que os fazia rir «a toda a hora», e, como é normal, tinha gostos similares aos de qualquer outro jovem da mesma idade. Um deles era assistir aos concertos da Queima das Fitas. Aparentemente, até porque tinha manifestado essa intenção, terá passado a noite no Queimódromo, onde actuaram, ontem de madrugada, os Buraka Som Sistema. À hora do acidente, nascia o dia e, apesar do tempo nublado, não havia nevoeiro na zona.
Fonte: Diario de Coimbra

ACADÉMICA vs SPORTING